Variedades (2009 a 2007)

Aumenta os casos de suicídio de policiais militares

Longe das manchetes, a realidade de muitos policiais militares na guerra contra o crime é cruel. Agentes com anos e até décadas de corporação tentam o suicídio. Um soldado recebe, em média, R$ 2 mil. Se afastados, eles ficam sem as gratificações e o salário cai pela metade. Nas ruas, o desafio que eles têm… Continuar lendo Aumenta os casos de suicídio de policiais militares

Anúncios
Sem categoria

RESPONDENDO A UM BLOGUEIRO

http://www.salvadorpraja.com.br/2012/02/policia-militar-os-restos-pagar-da.html Polícia Militar: Os Restos a Pagar da Ditadura Com os levantes ocorridos na Bahia, sobretudo em Salvador, com evidências de uso da força e do fogo contra a população civil, é de se perguntar se nós ainda precisamos de tamanho poder de repressão contra os cidadãos. Uma das heranças vivas da Ditadura Militar Brasileira,… Continuar lendo RESPONDENDO A UM BLOGUEIRO

Variedades (2009 a 2007)

GM: FTP – O alvo da proteção da Guarda Municipal

O alvo da proteção da Guarda Municipal ? A quem se dirige os esforços desprendidos pelo guarda municipal em sua atuação? Aos governantes, à comunidade, à defesa dos símbolos e bens estatais ou a eles mesmos? Essa resposta aponta o alvo de proteção da Guarda Municipal e sua busca pela consolidação como instituição. Polícia de… Continuar lendo GM: FTP – O alvo da proteção da Guarda Municipal

Variedades (2009 a 2007)

Servimos com prazer, mas não para sermos “sacos de pancada”

Estou muito satisfeito, pela primeira vez vi a Festa da Juventude dar certo, em termos de organização, contudo, ironicamente a comunidade local sentiu falta da liberdade de diversão sem controles, sentiram falta do seu som que animava as baladas, mas gostaram da ausência do som do vizinho que os deixava dormir quando queriam. Sentiram falta… Continuar lendo Servimos com prazer, mas não para sermos “sacos de pancada”

Variedades (2009 a 2007)

Bem, eu não achei graça!

Se ele riu, é porque de algum modo, isso é muito engraçado para ele. Talvez, nossos interlocutores estejam conversando algo diferente com o governo do que vociferam nos carros de som... Quem sabe! Agora me digam: é palhaço quem rir ou de quem se ri?