Policiais do Bope e Força Nacional são feridos em operação

1 de setembro de 2011

Fonte:

Uma operação deflagrada pelas polícias Civil, Militar e Força Nacional terminou em confronto com traficantes, na manhã desta quinta-feira (1), na cidade de Arapiraca. Na troca de tiros, três policiais ficaram feridos e foram socorridos para a Unidade de Emergência do Agreste.

A confirmação de que os militares ficaram feridos foi feita pelo próprio secretário de Defesa Social, Dário César Cavalcante, através do microblog Twitter. “Operação em Arapiraca, do BOPE e Forca Nacional em apoio ao GECOC. Alguns bandidos presos. Três PM’s feridos levemente! Não vamos arrefecer!”, escreveu.

Segundo policiais do 3º Batalhão, em Arapiraca, a operação foi deflagrada no bairro Manoel Teles, considerado o mais violento da cidade. A polícia busca acusados de tráfico, assaltos e homicídios que tiveram prisão expedidas pela 17ª Vara a pedido do Grupo de Combate a Organizações Criminosas (Gecoc), do Ministério Público.

Já foi confirmada a prisão de Gilberto da Silva, de 32 anos, considerado um dos chefes do tráfico de drogas no bairro Manoel Teles. Outros acusados também já foram capturados, mas os nomes ainda não foram confirmados pela polícia.

A base da operação está sendo a sede do Ministério Público de Arapiraca, mas os casos de flagrante serão encaminhados para a Central de Polícia.

O promotor Luiz Vasconcelos, coordenador do GCoc, destacou a periculosidade da quadrilha que está sendo presa pela polícia. “Para se ter uma ideia, mesmo diante de tantos policiais, o bando não se intimidou e partiu para o confronto”, ressaltou.

Vasconcelos confirmou a prisão de três pessoas, além do cumprimento de 19 mandados de busca e apreensão na residência de suspeitos. “Apreendemos drogas e armas, além de outros materiais que serão investigados”, disse o coordenador do GCoc.

Anúncios

Ônibus 174

25 de junho de 2009

Há noves anos, mais precisamente em 12.06.2000, um sobrevivente do massacre da Candelária, o Sandro Barbosa, tomou um ônibus da linha 174, no bairro do Jardim Botânico, Rio de Janeiro.
Nosso objetivo de relembrar esse fato, dentro do curso de Gerenciamento de Crises tem três objetivos específicos: mostrar que nessa última década muita coisa avançou, que doutrinas específicas qualificaram melhor o conjunto da tropa.

BUS174
Que na verdade esse curso da Senasp é um exemplo de esforço de melhoramento. 2) Os policiais envolvidos devem ser os primeiros a exigir calma e prudência de si mesmos e dos demais. (Só para comentar esse é uma das atitudes exigidas no caso dos negociadores, eles não podem ser mais um elemento nervosismo na cena e sim um agente que direcione o desfecho com razoabilidade) 3) Nesse caso ficou patente o que vamos nos referenciar, por causa do filme, mas em seus meandros não dava para atentar muito para a causa social, mas quando falamos de uma rebelião com motivos “um tanto legítimos” de presidiários ou quando falamos de movimentos sem-terra é necessário avaliar os elementos sócio-políticos envolvidos.

Como na Semana anterior de curso, vamos assistir vídeos, ler matérias da época e outras fontes de informação para podermos entrar na fase de debates sobre o tema mais abastecidos de dados que firmem nossas opiniões:

Vídeo da análise do desfecho do sequestro do Ônibus 174

Continue lendo »


Série BOPE-AL na TVAlagoas (Parte I)

9 de junho de 2009

Capitão Bolívar explica sobre resgate a reféns

O oficial do Bope Alagoas fala sobre atuação do policial de time tático no resgate de reféns. O intuito deste vídeo é contrabalancear com o texto anterior sobre negociação. Pois é muito importante para o interessado em obter conhecimentos sobre Gerenciamento de Crises entender que negociação é uma das fases do gerenciamento de uma crise. É na verdade a ferramenta mais exaurida, mas haverá casos em que a entrada do time tático será necessária,  em outros o tiro de precisão.

O time tático poderá adentrar no ponto crítico armado com equipamentos letais ou de baixa-letalidade, ou ainda com os dois, cabendo ao comandante do time: sargento PM, tenente PM ou inspetor PC decidir qual empregar.

Assista no YouTube