Tragédia anunciada

Mais um capitão Macário no chão!

Na atual conjuntura de (in)segurança quem determina uma cidade ser guarnecida por dois policiais deve ser corresponsabilizado pela morte de policiais executados em praça pública e por está enganando a sociedade fingindo poder protegê-la.

A nota de pesar da Polícia Militar de Alagoas é um dever no pós-fato. Mas para os demais noventa municípios de pequeno e médio porte do Estado, uma nota como essa é uma afronta, uma piada de mal gosto porque já estão anunciadas mais e mais tragédias.

A Polícia Militar de Alagoas não tem mais condições técnicas de manter uma equipe diuturna em cada sede de município do Estado e ao mesmo tempo respeitar a folga dos policiais.

Eu conheço as pessoas que formam o comando da Corporação, conheço a tropa que convive  de perto com todos esses problemas. Não se trata de insensibilidade humana nata, o sistema de apatia generalizada cegou e emudeceu as pessoas que podiam fazer alguma coisa. Uma pena… pois nem mil, nem dois mil recrutas, nem trinta aspirantes vão nos salvar. Nem pré-candidatos a deputado estadual podem agir com sensatez suficiente para ir fundo nos problemas da Segurança Pública.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: