Feijoada com vaia, bola, polícia e protesto

Uuuuuuuuuhhhhhhh! Agora coloque o choque para calar um estádio! Dê ao Galvão Bueno, ao vivo, uma desculpa para disfarçar a situação.

Ninguém se engana mais e não há quem esteja satisfeito, a não ser a elite que vive à custa do dinheiro público. Pois há uma classe alta e média alta (A e B), que mesmo alocados no setor privado, suas empresas somente se mantém de pé pelos contratos fraudados com o poder público. Esses podem ficar dias sem trabalhar, pagar passagem, ingresso e ir a Copa.

Presidente vaiada, protesto na rua e a velha polícia de repressão, cunhada na ditadura e nos morros desde o Império, quando caçava capoeira, expressa em inabilidade para lidar com a situação. Na verdade, seguiram a cartilha: com manifestante não se conversa, impõe-se a ordem, ou seja, espanca-se e prende-se.

Estou em casa, vendo TV e rindo. Quem pensou que a juventude estudantil tinha morrido está enganado. Uma pena que por nossa culpa que “ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais” esses jovens continuem, mas com um referencial derrotado.

Ainda serão manipulados por setores reacionários que se corroem por terem ficado sem uma fatia do poder, quando os trabalhistas se alinharam com os liberais. Mas creio que há esperança, esses estudantes não poderão ser todos enganados por muito tempo. Uma resistência está se formando. Comandantes cuidado, daqui a alguns anos não é bom colocar recruta jovem para embates de rua não. Mais cedo ou mais tarde, os encapuzados com barbas de “maconheiros” e os cabeças raspadas de farda, serão a mesma juventude do Facebook.

Estádio tão bonito com o teto caindo. Mas não vai ficar um metrô para contar história, um aeroporto bem feito, não vai ficar nada. Ahhhh… vai sim, um saldo negativo para nós de alguns bilhões para engordar as contas deles nas Ilhas Cayman.

Brasileiro contra brasileiro, “ai qui” (Eike) pobreza, “ai qui” miséria. Mas graças a Deus, temos UPP e teleférico. Tudo vai dar certo! Essa periferia imunda vai ter paz, só que sem voz, para que voz? E se disserem que isso é medo, explodam-se e façam “quadradinho de oito”. Engulam um cartãozinho para fazer uma “casa, melhor”. E viva o povo brasileiro! Viva a nossa grande saramandaia, onde a Dona Redonda é o tatu bola nos pés da seleção canarinho. Onde só nessa fantasia, o Brasil ganha de goleada do Japão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: