Variedades (2009 a 2007)

Pelopes de S. do Ipanema – AL usa Taser

O Pelotão de Operações Especiais do Sétimo Batalhão de Polícia Militar demonstrou nessa manhã, dia 18, a eficácia do uso da Taser como armamento de baixa letalidade. A Taser é uma arma de pressão por ação de gás comprimido que projeta dois dardos, semelhantes a anzóis ou agulhas, que se fixam na pele do indivíduo,… Continuar lendo Pelopes de S. do Ipanema – AL usa Taser

Anúncios
Sem categoria

Atuação de bombeiros militares de crises

Atendendo o pedido de uma amiga, que já fora cadete PM hoje atua no bombeiro, preparei um pequeno compêndio de artigos e vídeos sobre a atuação dos Bombeiros em Gerenciamento de Crises e Negociações. É de praxe que fique sob responsabilidade dos bombeiros o caso de suicidas. O que não é limitador de seu potencial… Continuar lendo Atuação de bombeiros militares de crises

Sem categoria

Ônibus 174

Há noves anos, mais precisamente em 12.06.2000, um sobrevivente do massacre da Candelária, o Sandro Barbosa, tomou um ônibus da linha 174, no bairro do Jardim Botânico, Rio de Janeiro. Nosso objetivo de relembrar esse fato, dentro do curso de Gerenciamento de Crises tem três objetivos específicos: mostrar que nessa última década muita coisa avançou,… Continuar lendo Ônibus 174

Sem categoria

Refém ou vítima?

Um homem que por um abalo emocional toma sua esposa e filhos e diz que vai matar a todos e depois cometer suicídio, não tem reféns e sim vítimas. Sua ação já é direcionada para atingir as vítimas. Elas não são moeda de troca para ele. A negociação é muito melindrosa, é preciso uma base… Continuar lendo Refém ou vítima?

Variedades (2009 a 2007)

Caso Eloá (parte III)

O papel da Imprensa no Caso Eloá Após os fatos, os holofotes, os furos de reportagem e a morte de Eloá, foi aberto espaço para discutir o papel da mídia na cobertura deste tipo de ocorrência policial: negociação com reféns. Até quanto podem ajudar para aliviar a pressão da curiosidade popular e até quanto podem… Continuar lendo Caso Eloá (parte III)